Também já curti Bon Jovi

Digitei uma coisa errada hoje no Youtube enquanto procurava uma música, e totalmente por acaso parei neste clipe de Sandy. Fui ver, porque com o acaso não se brinca. E fiquei feliz por ter feito isso. Vivo um momento bem parecido com o dela no clipe. Me sinto “jovem pra ser velha, e velha pra ser jovem”. Estou no segundo limbo da linha da vida. O primeiro é a adolescência, quando se é adulto demais pra ser criança e criança demais pra ser adulto. E é confuso. A mesma coisa agora. E a ficha cai quando você pensa que em todas as brincadeiras de adolescência você achava que as 26 já teria se casado, em dois anos teria o primeiro filho, depois o segundo, casa com cerca branca, e por aí vai. E na realidade você já fez trinta, e ainda não tem certeza se já encontrou seu lugar no mundo.

Por outro lado, isso pode ser muito bom. Eu estou achando que é bem melhor assim. O roteiro de filme que eu escrevi pra viver já virou poeira. A gente acaba escrevendo um roteiro novo todos os dias. O que muda, é que a gente aprende a escrever os roteiros novos de lápis.

🙂

“Hoje já é quinta-feira
E há pouco tinha quase 20
Tantos planos eu fazia
E eu achava que em 10 anos
Viveria uma vida
E não me faltaria tanto pra ver

Tenho sonhos adolescentes
Mas as costas doem”.

3 responses to this post.

  1. Posted by Myl on 4 de Março de 2013 at 5:15

    Adorei a musica dela, adorei seu texto, adorei saber que vc constroi e reconstroi seu cotidiano a cada dia. O importante e o que eu mais quero e desejo pra vc é que vc faça isso sendo fiel a vc e à sua felicidade! Nunca se deixe “escravizar” por nada e nem ninguém se é que vc entende o que eu digo por “escravizar”. Seja sempre rainha do seu trono interior😉
    Te amo! Beijos nesse coração leve e lindo!

    Responder

  2. Posted by Ivea Ferreira on 6 de Março de 2013 at 10:54

    Apesar de ter só 23, me sinto um pouco assim. Dias atrás estava no inglês e o professor comparou Carla Perez a “blond” e Sheila Carvalho a “dark-haired”. E um colega de classe, com seus 10 ou 11 anos de idade disse: “Quem é Carla Perez?”. E o professor se achou o mais velho das criaturas, bem como todas as alunas balzaquianas e quarentonas. Será que faz tanto tempo assim que É o tchan fez sucesso. Bom, faz. Eu era criança quando o antigo Gerasamba estava nas paradas de sucesso. Muito louco tudo isso!

    Parabéns pelo texto, Nardele. E pelo blog, curti bastante.
    Sou jornalista também e ouvinte assídua da rádio.
    Sucesso!
    Beijos!

    Ivea Ferreira.

    Responder

  3. Eu amei essa música de Sandy!!!
    Mas é isso, tem seu charme ser balzaca!!!
    beijoooo

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: