Sejamos lindos e estúpidos

Tá importando pouco se você é inteligente, se consegue levar uma conversa, se ouve música boa, se é flexível em suas opiniões, se gosta de cinema, se fica triste de vez em quando, se questiona a vida, se gosta de dar risada, se apoia uma causa qualquer. Tá em alta ser lindo. Lindo, por fora mesmo, visualmente lindo. Aliás, lindo não, tá em alta ser sexy. Se o Facebook fosse um álbum de fotos da realidade, todas as pessoas, ou quase todas, exalariam sensualidade até pelo ouvido. Digo fosse, porque naturalmente sei que o Facebook tá longe de retratar a realidade. Primeiro, não somos todos tão lindos e seguros de nós mesmos; segundo, não somos tão indignados assim com as questões sociais; terceiro, não lemos Clarice Lispector nem Caio Fernando Abreu; quarto, não vivemos sorrindo felizes o tempo inteiro, como nas fotos. Não somos os eus do Facebook, graças a Deus.

Quase todo mundo é igual no Facebook. Quase toda adolescente (na faixa etária ou tardia) tem fotos de si mesmas diante de um espelho, com a barriga de fora, ou fazendo uma cara de tarada. Porque se a pessoa não for sexy não tem lugar na sociedade de consumo de coisas e de pessoas em que a gente vive hoje. Ora, tem quem compre a ideia. Eu particularmente fiquei com pena essa semana quando vi uma foto de duas garotas, cada uma vestindo uma camisa de time (Vitória e Bahia), amarrada na cintura pra mostrar a barriga, dando um selinho na boca da outra e posicionando um celular diante do espelho pra tirar a foto. O celular sai na foto. A cara de quem tá fazendo malabarismo pra conseguir se posicionar, beijar a colega, e tirar a foto minimamente enquadrada, entregou o tamanho do sacrifício. Mas deve ter valido bem a pena. Porque instantaneamente as meninas receberam comentários do tipo “queria estar nesse meio”. Não eram bonitas, semi gordinhas, num cenário miserável, fazendo qualquer negócio pra serem desejadas por alguém, se sujeitando a tudo pra ter um lugar ao sol nesse mundo em que só os sexies sobreviverão.

Toda pessoa tem que reverenciar a própria imagem, porque é assim que se passa a existir no mundo dos que tem Facebook. Tem gente demais pedindo pra ser admirado pela aparência. Tem gente demais mostrando que tem coisas, aparelhos tecnológicos, carros novos, bebendo muito, comemorando essa vida tão maravilhosa em que todo dia parece ser fim de semana, e em que a grande sacada é tomar todas e ser gato. Tem gente de menos encantando pelo que é na verdade. Podia ser mais entediante?

Aí eu me pergunto porque ainda estou no Facebook. Eu sei lá, sabe? Talvez seja um jeito de ter contato com amigos que não vejo, que estão longe, ou talvez eu esteja fazendo algo que não gosto, que é substituir meus amigos pelas fotos e mensagens postadas por eles. Mas é bom trocar umas palavras com os outros por ali de vez em quando. Tem esses 5% que salvam minha permanência lá, por enquanto. Não é amargura não, é um certo tédio mesmo. Tem gente demais significando de menos, e observar isso é desanimador. Chegou a hora dessa gente bronzeada e sexy começar a mostrar que tem valor.

22 responses to this post.

  1. Posted by ROBERTO SANSÃO on 9 de Agosto de 2012 at 21:32

    Grande matéria minha amiga…O seu valor vc vem mostrando todos os dias..Nunca li tanta constatações como agora..Parabéns.

    Responder

  2. Você disse tudo! Melhor impossível! Eu também sinto muito tédio no Facebook e estou por lá pelos mesmos motivos que você. Um beijo!

    Responder

  3. Posted by Coelho on 9 de Agosto de 2012 at 21:48

    Otimo texto Delinha!!

    Responder

  4. Posted by Duda Passos on 10 de Agosto de 2012 at 10:21

    Texto delícia.

    Responder

    • Posted by carlos on 24 de Outubro de 2012 at 15:50

      mais que coisa tu dis nos procuramos que a lingua portuguesa vai adiante as palabras brasileiras nao pegam e uma lingua ma nao ten boa expresao dis que dis

      Responder

  5. Concordo com tudo que você falou Nardele. Somos assim mesmo exibicionistas de algo que muitas vezes não existem mesmo. E somos assim em qualquer lugar, não só na internet. Como só tenho Facebook ativo há cerca de quatro meses, então ainda consigo me divertir razoavelmente, não me dominei totalmente pelo tédio que ele oferece, mas quando esse dia chegar terei a mesma necessidade que você de estar nele. Essas pessoas que fazem parte de nossa história e que não podemos ver se não for dessa forma. Parabéns pelas análises tão sensatas.

    Responder

  6. Posted by Ina Viana on 10 de Agosto de 2012 at 11:14

    P-E-R-FE-I-T-O

    Responder

  7. Concordo com você, em certa medida! Verdade, que todas(os) nós temos um pouco que egocentrismo e passamos a nos exibir em redes sociais, principalmente no facebook. Mas acho que você generaliza demais (na minha opinião), falo isso porque não gosto de grandes generalizações, acredito sim em protótipos, mas muitas pessoas estão por aí p\ mostrar que não são só eles que mandam. E por mais que você fale que precisamos ser lindas(os), vc também concorda com isso (não sei se era sua intenção). Acredita em um padrão de beleza, assim como a grande maioria, isso se mostra na parte que você fala que as meninas da foto “não eram bonitas, semi gordinhas”. Então o que é ser bonita(o) no mundo hoje? É ser magra(o)? Questiono isso porque nos deparamos com esse conceito o tempo todo, sempre essa ditadura da beleza nos dizendo o que fazer, como ser realmente “linda(o)”. Não estou te julgando, só questionando algumas coisas que sempre encontro por aí. Ha sim uma mercantilização da mulher, que a faz se apresentar como objeto de desejo, e acabamos por reproduzir isso em certas fotos.
    Enfim, bom texto, boas reflexões.😉

    Responder

  8. Antes, eu diria que o facebook sofreu uma orkutização e tal, mas sinceramente… isso é a sociedade. a vida em sociedade (não que isto seja o certo), é viver exibindo o seu poder, suas posses, conquistas… se você leva uma vida pacata, não é interessante, é chato, infeliz…

    Responder

  9. Posted by nardele on 10 de Agosto de 2012 at 11:58

    Oi Gabriela! Que bom, gostei. O fato de eu ter mencionado que elas não eram bonitas, se deve à dificuldade gerada por esse padrão que você comenta. É difícil estar fora dele. E quando se está, é preciso partir pra briga, pro apelo à sensualidade, ao quase erotismo, porque meninas sabem que homem se interessam por meninas que se beijam. Então “vamos simular um lesbianismo, barriguinha de fora, alguém vai querer”. É o fim da picada, entende? Acho que pessoas são sensuais ou atraentes muito mais pelo que são, pela autoconfiança, pela simplicidade do que pela aparência. Não é papo, acho mesmo. Boa reflexão.😉

    Responder

  10. Posted by Emerson Garrido Jr on 10 de Agosto de 2012 at 12:13

    Interessante um pronunciamento na contramão da nova ordem mundial da estética acima de tudo, ainda mais nos tempos inquisitórios da web 2.0 e suas implacáveis redes sociais. Acho mesmo difícil encontrar alguém que consiga desenvolver uma conversa legal sobre assuntos que não sejam: Carminha, Nina, pagode e detalhes da vida alheia. Pena que a evolução de uma ferramenta tão importante como a rede tenha servido apenas como um mega espelho para os Narcisos de plantão.

    Responder

  11. Bacana, Nardele.
    Ultimamente tenho lamentado menos e procurado trazer coisas interessantes pra mim e para meu círculo de amizades (os 5% que você cita). Os 95% restantes eu elimino da timeline. Os resultados para a minha qualidade de vida cultural tem sido mais gratificantes.
    Semana passada li um livro que achei muito interessante e tem um pouco a ver com o que você escreveu. O livro chama-se “Como me tornei estúpido” e foi escrito por um francês chamado Martin Page. Recomendo.

    Responder

  12. Posted by Lucaro on 10 de Agosto de 2012 at 14:34

    Bom texto, é um texto não sugestivo nem prevísivel mas factual. Por essas e outras que não tenho facebook, não me acrescentaria em nada, e como não gosto de gente hipócrita, pseudo-intelectual, já evito de me estressar, rs.
    Fröid já explicou tudo isso que tu disse no seu maravilhoso texto, parabéns. Quanto mais pessoas assim, melhor para nós que almejamos algo relevante na vida, olhe pelo lado bom. Beijos.

    Responder

  13. Posted by sergio x on 10 de Agosto de 2012 at 15:42

    Oi, escrevo para que você saiba que ainda tem gente que lê tudo e gosta do que algumas pessoas inteligentes escrevem e ainda comentam,e que é muito bom ler sobre um assunto que me interessa e que foi escrito por alguém que sabe mais que eu sobre o assunto, abrigado pelo belo texto.

    Responder

  14. Posted by ROSANI SANTANA on 11 de Agosto de 2012 at 23:23

    Olha Nardele disse tudo,as pessoas só se preocupa com a aparência e com posses,não importa caráter,uma pena só ver,o externo…Tem pessoas que dizem frases q’ no dia a dia não é nada do q’ publica hipocrisia pura!Mas você nos premia com texto maravilhoso q’ nos faz refletir e pensar,por isso vale a pena você continuar no face.

    Responder

  15. Posted by Alex on 12 de Agosto de 2012 at 20:22

    Concordo quando escreve sobre facebook, acho estas redes sociais uma grande merde ou stupidité, porém quanto a ser beau não concordo pois sou desde criança e continuo nos meus 38 anos très agréable

    Responder

  16. Delinha, falou e disse.
    Há um tempinho isso vem me pertubando tambem, até fiz alguns comentários no twitter. Tá uma vida tão fake o Face que chega nos afastar dele.
    Beijos flor!

    Responder

  17. Posted by jouse lima on 29 de Agosto de 2012 at 18:47

    discordo alguns pontos: das garotas dando um selinho, você tem algum tipo de preconceito? ficou parecido que é,por que tem coisas bem piores no fece.

    Responder

  18. Posted by Júnior on 29 de Agosto de 2012 at 20:41

    Se vc é que está certa, e tem certeza disso, devia se preocupar mais em cuidar de sua vida e de seus amigos do que ficar se importando com foto ridícula de adolescente que não tem o que fazer ou qualquer coisa do tipo…sinceramente perder tempo escrevendo um texto pq está se preocupando com gente babaca que fica postando foto sexy no face é ter muito tempo ocioso viu…devia ler um livro, assitir um filme, ir ver uma exposição, caminhar que é saudável…enfim, fica a dica! :p

    Responder

  19. Você é sensacional, Nardele!!!!

    Responder

  20. Posted by carlos on 24 de Outubro de 2012 at 15:54

    a tv nao ten producao da lingua lusitana sempre a brasileira isto nao ten razao nos portugueses falaram na cinema?

    Responder

  21. Aff, texto perfeito! Deu até vontade de publicar no FB!!! hahahahaha
    beijoooo

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: