Me diga, gato…

Para ler ouvindo Branco Gato (Luciano Salvador Bahia)

Num dos muitos duelos musicais que fiz com meu amigo Vinícius (alô, Canadá), ele me nocauteou com essa música. Eu devolvi, ataquei de Sideways (Citizen Cope e Santana). Mas tenho que confessar que o golpe dele foi preciso: desde então Branco Gato não saiu mais da minha cabeça. E é engraçado, porque, ao contrário de quase todo mundo que eu conheço, eu sempre preferi gatos a cachorros. Eu sei, eu sei. Mas eu avisei, “ao contrário de quase todo mundo que eu conheço”.

Vejam bem, eu adoro cachorros. O jeito amigo, carinhoso, companheiro, quase um parente, às vezes mais até do que isso. Eu entendo, concordo. Mas os gatos…

Esses eu admiro e respeito profundamente. O gato é sensual, independente, exigente, dengoso, charmoso. Fora que é lindo. Ele tem um ar de superioridade. Ele vem, se encosta em você, de um jeito que você não resiste. E quando ele não quer mais, ele simplesmente sai. Ele só respeita a própria vontade. É o cúmulo da independência. Ele se espreguiça, desfila, se dá banho, se deita. E eles sabem sim, ser muito fofinhos e lindinhos e carinhosos. Quem resiste aos seus encantos?

Gato não é traidor, ele só não é submisso. Gato não rói osso, ele quer muito mais. Quando se sente ameaçado ele ameaça de volta. Se defende, se garante. É uma personalidade admirável, a de um gato. Só cai em pé. E se por acaso se der muito mal, pode ficar bem tranquilo com as próximas seis vidas que ainda vai ter pra continuar vivendo esparramado a sua vida vã.

12 responses to this post.

  1. Posted by Iriis0 on 27 de Julho de 2011 at 19:56

    eu odeio gatos!!!
    mas vc tem razao, a personalidade deles é invejavel!
    exemplo a ser seguido

    Responder

  2. Sem dúvida. Nardele Gomes chegou ao ponto. E o jazz do LSB é matador.

    Responder

  3. Gatos são quase todos aquarianos.

    Responder

  4. Posted by Cris França. on 27 de Julho de 2011 at 20:45

    Por isso que acredito quando me chamam de gata. Obrigada pela reflexão, lindona!

    Responder

  5. É, os Gatos e seus “humanos”… rs

    Belo texto!

    Responder

  6. Posted by Rejane on 28 de Julho de 2011 at 19:29

    kkkk Adorei.
    Sabe que eu não gostava de gatos?
    Aí, apareceu um ratinho na minha casa e pedi a uma amiga um gatinho filhote. Branquinho, fofinho, que cresceu e eu me apeguei ao bichano.
    Hoje ele se foi e já estou pensando em adotar um, de novo.
    Engraçado, falei isso hoje para uma amiga.
    Tenho uma outra amiga que tem um gato massagista. Sério!
    Ninguém o ensinou a fazer massagem na barriga, quando a pessoa se deita, mas ele faz.
    Vou filmar e jogar no youtube. Te aviso.
    Minha mãe tem um desses de raça que é muito pernóstico. O safado saía pra namorar e voltava todo barreado. A solução: castrar o bichinho. Tadinho!
    rsrs
    Bjo

    Responder

  7. Não ouvi a música ainda, mas também estou na minoria que prefere gatos a cachoros🙂

    beijocas

    Responder

  8. Posted by Alexandre on 30 de Julho de 2011 at 16:05

    Cahorros não são superiores e muito menos sensuais. São nossos defensores, amigos incondicionais e se, digo se, todos nos abandonarem quem restaria? ele simplesmente ele: nosso cachorro. Pergunte ao Mario.
    E agora? Me diga, gata…
    Para ler, ouvindo: Pato Fu – Vida de Cachorro.
    http://letras.terra.com.br/pato-fu/250509/

    Responder

  9. “Me diga, gato, por que Deus te fez baiano?”
    Muito bom… Adorei o texto e a música!

    Responder

  10. Posted by nardele on 2 de Agosto de 2011 at 18:43

    Íris, você tem o jeito de quem detesta gato. rs Dê uma segunda chance aos bichanos!

    Eduardo, LSB é mesmo matador, adoro.

    Silvio, eu aposto com você que os gatos mais dengosos são cancerianos. Hehehe…

    Cris, você é uma gata mesmo! Volte mais!

    Helder, você disse bem, tem humano que é bem gato mesmo, e eu tô falando da personalidade. Brigada, volte sempre.

    Rejane! Eu tive uma gata quando era pequenininha, era Luxinha. Era uma gata preta, avalie. Amava de paixão.

    Pa! Depois ouça a música! Se Luiza te der tempo, né! hahaha Como tá essa mamãe recém nascida? Beijo!

    Alexandre, os cachorros são encantadores também, claro que sim! Mas eu sempre tive uma “queda” especial pelos gatos.🙂

    Ana Sofia! Eu sou louca por essa música. É viciante, né?! Beijão, e obrigada!

    Responder

  11. Posted by Crisitina Pimentel on 5 de Outubro de 2011 at 9:39

    Sei bem como são esses felinos, convivo com duas lindas gatinhas brancas. Beijos

    Responder

  12. Posted by Ricardo Ramos Santana on 6 de Dezembro de 2011 at 18:45

    So uma palavra para descrever esse post : Genial !

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: