Guerras

Um papo absolutamente corriqueiro com minha amiga Maslowa:

Ela: “Minha rinite é tão punk que que eu não consigo terminar uma frase sem dar uns três espirros no meio”.

Eu: “Minha rinite é tão punk que eu ela e ela somos uma pessoa só”.

Ela: “Minha rinite é tão punk que quando eu chego na balada nenhum cara chega junto. Eles dizem: ela já tá acompanhada, ela namora o Claritin”.*

Eu não pude evitar. Fiquei imaginando minha amiga no balcão de um bar, toda maquiada, meio borrada, lenço de papel na mão, sozinha, com uma caixinha de Claritin na bolsa. Espirrando, naturalmente. E dizendo “guerras!”. Ela diz “guerras” toda hora.

* Mas na boa, a minha é pior.

Advertisements

3 responses to this post.

  1. HAISUAHSIUAHSIUAH
    Tenho ctz que a minha supera a de vocês!!!

    Responder

  2. Eu bem sei o que é isso! Indiretamente, mas sei! Indiretamente porque tive uma namorada que quando a beijava (intensamente), entrando num frenesi, que era sempre interrompido pela necessidade dela esfreguar o nariz enquanto fungava alivida. Acabava em uma mistura de sons que apaga o fogo de qualquer um. Abraço a Todos!

    Responder

  3. Posted by nardele on 20 de Janeiro de 2011 at 19:20

    Ih, Iris! Que páreo duro, viu! A briga é boa!

    hahahaha… Jardel, não sei se chega a tanto, mas em muitas vezes a “coceirinha” no nariz vem em momentos inconvenientes!!

    Beijos!

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: