Cruz credo

Há alguns dias venho pensando sobre pessoas que passam seus dias e semanas reclamando. De tudo, de tudo mesmo. Isso é um hábito, eu acho. Reclamando da temperatura, do jeito que alguém disse alguma coisa, do jeito que alguém não disse nada, quando elas acham que algo deveria ter sido dito, reclamando sempre de uma dor, de fome, de sono, de preguiça, reclamando quando ninguém faz nada, reclamando quando alguém faz alguma coisa. Tá sempre tudo muito mal feito, não serve, era melhor nem ter feito. Eu não estou falando de ninguém especificamente, mas tenho visto muitas pessoas mostrarem um pouco desse comportamento.

Outra coisa que tem me incomodado muito ultimamente é ver como algumas pessoas não deixam passar uma única oportunidade de apontar o erro de alguém. Qual o propósito de ficar sempre procurando os deslizes dos outros só pra dizer “você errou”, como se aquilo representasse um troféu? O pior é que muitas vezes esse que aponta é que está errado! Eu penso que pessoas que agem assim, apontando a todo momento erros e defeitos dos outros, estão tentando encontrar alguma maneira de se sentir melhor com os seus próprios erros e defeitos. Não é uma questão de ninguém poder dizer “você se equivocou”. É claro que isso acontece, natural, você vai lá, observa, corrige e agradece. Eu mesma, sou muito chata às vezes, nos meus piores dias eu reclamo bastante, implico, fico mal humorada, falo besteira. Mas não é desses dias e fases que eu tô falando. Eu tô falando da postura recorrente, do hábito, e da sensação de “ganhei” quando a outra pessoa erra ou diz algo que não se quer ouvir.

As pessoas perdem um tempo precioso sendo assim, enquanto poderiam tentar ser pessoas melhores. Mais tolerantes, mais simples, centradas em suas próprias vidas, seus problemas, seus prazeres, sem ter que criar uma zona negativa entre si e os outros. Se não pode ser positivo, seja neutro. Não deve haver coisa pior no mundo que você chegar em algum lugar e todos os outros pensarem: “lá vem, daqui a pouco começa a implicar com alguma coisa”. Cruz credo.

Anúncios

4 responses to this post.

  1. Posted by Eduardo on 14 de Junho de 2010 at 17:29

    Acho q existem pessoas exigentes..não reclamo de tudo.Mas….., como não reclamar do serviço prestado em Salvador?Como não reclamar do trânsito?Acho que chato mesmo não é quem reclama, e sim quem gosta de corrigir qualquer besteira que o outro fala.Valeu.

    Responder

  2. Seria hilário se eu reclamasse desse seu post…no entanto fiz uma relação desse post com uma música, e sei que você vai gostar:

    O Vencedor
    Los Hermanos

    Composição: Marcelo Camelo

    Olha lá, quem vem do lado oposto
    Vem sem gosto de viver
    Olha lá, que os bravos são
    Escravos sãos e salvos de sofrer
    Olha lá, quem acha que perder
    É ser menor na vida
    Olha lá, quem sempre quer vitória
    E perde a glória de chorar
    Eu que já não quero mais ser um vencedor
    Levo a vida devagar pra não faltar amor

    Olha você e diz que não
    Vive a esconder o coração

    Não faz isso, amigo
    Já se sabe que você
    Só procura abrigo
    Mas não deixa ninguém ver
    Por que será?

    Eu que já não sou assim
    Muito de ganhar
    Junto às mãos ao meu redor
    Faço o melhor que sou capaz
    Só pra viver em paz.

    Abraço Nardele…Boa Sorte !

    Responder

  3. Posted by nardele on 14 de Junho de 2010 at 18:55

    Eduardo, eu tô falando dos “reclamadores compulsivos”. Aqueles que não reclamam só de trânsito e serviço (isso não dá pra não reclamar), mas reclamam de TUDO mais. Conheço alguns.

    Zé! Perfeito! Essa música é exatamente o que eu queria dizer!

    “Eu que já não sou assim
    Muito de ganhar
    Junto às mãos ao meu redor
    Faço o melhor que sou capaz
    Só pra viver em paz.”

    Eu também! Valeu!

    Responder

  4. Posted by Cristina Boudoux on 16 de Junho de 2010 at 16:07

    Olá Nardele sei bem o que você está se referindo, existem pessoas que realmente reclamam o tempo inteiro, passam o dia lamuriando e como se não bastasse não perdem a oportunidade de apontar o defeito do outro. Esquecem que é preciso vivificar as virtudes e não ficar somente apontando os defeitos. Ficam torcendo pra ver o colega errar como se de fato fossem ganhar algo com isso, muito triste essa postura, mais fazer o que? Se infelizmente o ser humano está cada vez mais distante de Deus
    Devemos lembrar-nos de agradecer em qualquer circunstância por isso costumo dizer que quem agradece o que tem, ganha o que não tem e quem não agradece acaba perdendo. O ser humano precisa de um modo geral ter mais gratidão, pela vida, pela saúde, gratidão pelo trabalho que é lhe permitido realizar, pelo alimento diário enfim precisa agradecer, lido com pessoas no dia a dia que tem essa postura de reclamar o tempo inteiro, se não tem dinheiro reclama, se recebe algum, diz que não vai dá pra nada, que vai ser só pra pagar e me sinto triste em ver que em muitas pessoas a falta de gratidão está cada vez mais comum.

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: