Bastardos Inglórios – Tarantino Puro Sangue

Bastardos Inglórios.  U-A-U. Eu adorei. Fui com expectativa alta e ainda saí surpreendida. É engraçado quando a gente ama muito uma coisa, quando fica em contato com ela dá uma sensação gostosa, diferente dentro da gente! Calma, eu explico. Eu amo o cinema. Acho que já disse da sensação de entrar na sala, de ouvir a música que toca na sala antes de apagar as luzes (menos a Rádio Trama do Cinemark, com Patrícia Marx e Bruno Ê), do apagar das luzes, do acender da tela, dos trailers, dos créditos, do filme. Deu pra sacar que eu adoro toda a experiência. Faz parte de mim, que já disse que “o cinema salva”. Bom, ontem eu fui ver Bastardos Inglórios, com duas amigas. No início do filme, a trilha dos créditos já me fez sentir em casa… É que eu estava vendo um filme do Tarantino! E novinho em folha! Quase a mesma coisa de ver um Woody Allen novinho em folha. Não vi o tempo passar, e o filme é longo. Ri, me assustei, tive nojo, ansiedade, sorri, e várias outras reações diferentes.

Acho que a sinopse todo mundo já sabe. França dominada pelos nazistas. Judeus franceses, americanos e ingleses – todos querem matar Hitler e se vingar. O título do filme é o nome do bando chefiado por Brad Pitt, e que joguem pedras naquele que disser que Brad Pitt não é bom! Ele está ótimo, com seu sotaque de americano interiorano. Os oito bastardos querem, simplesmente, matar nazistas. Ou melhor, não simplesmente. Eles querem trucidar, humilhar, literalmente escalpelar os nazistas. Nada mal, hein? Se eu fosse falar do elenco, teria que começar por Christoph Waltz, o Coronel Hans Landa. O QUE É AQUILO???? O cara estava tipo “contracene  comigo e seja automaticamente coadjuvante”. Lembra do Coringa, de Heath Ledger? É tipo aquilo. Ele dominou o filme. E não é pelo fato do cara falar quatro línguas (esqueci alguma? Inglês, Alemão, Francês e Italiano) super bem, isso é bom, mas não é isso, ele está espetacular. Rouba os holofotes. Toda aquela polidez irônica e sórdida dá o tom do filme. Destaque pro diálogo inicial, com M. La Padite, de Denis Ménochet. Que baita início de filme! Bravo.

Todo o elenco está afiadíssimo, a violência sangrenta tarantinesca está presente, apesar de menos exagerada, e mesmo assim, para alguns, ser desnecessária no filme. Eu discordo, é o estilo de Tarantino, e eu espero ver tudo isso quando eu for assistir algo dele. Mesmo que feche o olho na hora (não tenho estômago! Fico com medo de desmaiar hahaha). A trilha sonora é ótima, hoje eu vi na Saraiva o cd. Tem umas 3 intervenções de Enio Morricone! Pra quem não sabe, ele é o ás da música no cinema (fez trilha pra Era uma vez no Oeste, Era uma vez na América, Lolita, Os Intocáveis, Cinema Paradiso e muitos outros).

Quem não viu o filme pule este parágrafo!! O ápice é a exibição do filme ‘O Orgulho da Nação’. A face de uma vingança judia é o sonho de todo mundo. Eu estava na expectativa do que ia ocorrer, porque até então, que eu saiba, ninguém tinha ousado mudar o curso da história só pra satisfazer nosso desejo de vingança. Foi ótimo, saí aliviada e satisfeita no meu íntimo instinto sangrento.

Bastardos Inglórios talvez seja o filme do ano. Eu levo um pouco de tempo pra processar informações sobre filmes, e os rankings na minha cabeça, mas este tende a ser insuperável em 2009.

inglouriousbasterds

bastardos-inglorios-536-02

landa

bastardos-inglorios-536-01

5 responses to this post.

  1. Também estou louco para ver, mas ao contrário de vc, eu baixei o filme. Queria muio ver no cinema! Amo os filmes de Tarantino!
    Bjãooooooooooooooooo!

    Responder

  2. Posted by nardele on 26 de Outubro de 2009 at 15:30

    Eu também! Só não entendi uma coisa, se queria muito ver no cinema, por que baixou?? :-S

    Responder

  3. o melhor filme de tarantino segue ainda sendo o cães de aluguel. curti muito o brad pitt e ele é um ator de quem não gosto. ele tá muito engraçado, na pele daquele italiano no cinema, então… imitando o poderoso chefão de marlon brando…

    mas o que mais me chamou a atenção no filme foi o recheio de belas homenagens a alguns clássicos do cinema, ao diretores… tem até um hitchcock ali, todo estilizado e sem falar nas várias refilmagens de cenas inesquecíveis. prestou atenção nisso?

    tarantino é um cinéfilo exímio e fez bonito, mas ainda sou ultra-mega-power fã de cães de aluguel e não abro mais.

    Responder

  4. Eu gosto muito de Brad Pitt. Acho até que ele é mais bom ator do que bonito. hehehe
    A trilha sonora é ótima tb.
    Ri muito!

    Responder

  5. Posted by Lili on 13 de Maio de 2010 at 0:16

    não gosto de brad pitti.

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: